Um sonho um objetivo

Como impor limites aos filhos

Artigo escrito por: Karine
Públicado em: 03 Jan 12

Algo muito comum hoje em dia é os pais transferirem a responsabilidade de educar seu filho para uma terceira pessoa.

Sabe-se que com o mercado de trabalho cada vez mais exigente é muito difícil conseguir unir a família no dia a dia, afinal muitas vezes os horários acabam por não coincidir, ou seja, café da manha, almoço e o jantar já não são mais rotineiros.

Apesar disso devemos tomar consciência que a presença dos pais para o desenvolvimento bem como para um educação com qualidade é de suma importância para que a criança adquira bons hábitos e aprenda a comportar-se de maneira adequada.

O grande problema da geração que vivemos hoje é que nós saímos de um extremo é que a geração dos nossos avó e nossos pais, onde castigos e palmadas eram muito comuns, e partimos para outro extremo, achando que a liberdade e o fato de satisfazer todas as vontades da criança seriam o suficiente para que ela tivesse uma boa educação.

Ai esta o erro, as pessoas acham que para educar com amor você precisa apenas satisfazer as vontades do filho, e não deixar com que ele faça outra coisa se não se divertir.

Obvio que a diversão e brincadeira são partes essenciais da infância, mas amar é dizer NÃO, é impor limites, é mostrar o certo e errado, é colocar de castigo, é repreender.

Qual será o problema daqueles adolescentes revoltados que não ajudam em casa, se quer arrumam sua própria cama? Muitos dizem que são as más companhias, e sim este pode ser um fator. Mas será que há alguns anos atrás não faltou um pouco de disciplina?

Outro dia na casa de uma tia ela pediu para que meu primo de 8 anos arrumasse a cama e guardasse os brinquedos, ela pediu uma, duas , três, sinceramente perdi a conta de quantas vezes, no final ela mesma foi até lá e fez aquilo que ela tanto “pediu” para que ele fizesse.

Acredito que devemos impor limites, ensinar valores, e colocar algumas regras em casa, como hora do vídeo game, hora para diversão, hora do estudo, hora dos afazeres de casa. E para isso você não precisa gritar ou bater, isso você faz desde o primeiro instante de vida do seu filho, o diálogo com um toque especial de amor e respeito conseguem fazer milagres. Porém lembre-se o respeito dos pequenos bem como o seu bom comportamento são coisas que ensina e vê sucesso com o tempo, é uma lição a cada dia, e não um caminhão de informação de uma só vez.

E você qual a sua opinião a respeito?



Deixe seu comentario e participe

*